Sejam bem-vindos. Hoje é
É com satisfação que iniciamos este Blog para podermos discutir nossas dúvidas e conhecimentos acerca do Exame de Suficiência da Classe Contábil. Não possuimos verdades absolutas, assim pretendemos junto com vocês que se interessam pelo assunto, encontrar meios necessários para obetermos êxito no exame. Sem mais, aproveitem o blog e serão bem vindas críticas e sugestões.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Exame do Dia – Questão 10


 Hoje iremos comentar uma Questão de Contabilidade Geral(Item 1 do Anexo I, do Edital II/2011) constante no exame de suficiência de Março de 2011 – Bacharelado, a questão é a seguinte:

Questão 10

10. Uma sociedade empresária apresentou, no exercício de 2010, uma variação positiva no saldo de caixa e equivalentes de caixa no valor de R$18.000,00. Sabendo-se que o caixa gerado pelas atividades operacionais foi de R$28.000,00 e o caixa consumido pelas atividades de investimento foi de R$25.000,00, as atividades de financiamento:

a) geraram um caixa de R$21.0000,00.
b) consumiram um caixa de R$15.000,00.
c) consumiram um caixa de R$21.000,00.
d) geraram um caixa de R$15.000,00.

Conteúdo:

Lei 11.638/07

A Lei acima citada alterou o Art. 176 da Lei 6.404/76, Lei das Sociedades por Ações, tornando obrigatória a apresentação da Demonstração do Fluxo de Caixa, conforme segue:

Art. 176. Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício:

        I - balanço patrimonial;
        II - demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados;
        III - demonstração do resultado do exercício; e
        IV - demonstração das origens e aplicações de recursos.
        IV – demonstração dos fluxos de caixa; e (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)
        V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. (Incluído pela Lei nº 11.638,de 2007)

................................................................

        § 6o  A companhia fechada com patrimônio líquido, na data do balanço, inferior a R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) não será obrigada à elaboração e publicação da demonstração dos fluxos de caixa. (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)

................................................................

        § 7o  A Comissão de Valores Mobiliários poderá, a seu critério, disciplinar de forma diversa o registro de que trata o § 3o deste artigo. (Incluído pela Lei nº 11.941, de 2009)

Conforme o Art. 188 da Lei 6.404/76, após alteração realizada pela Lei 11.638/2007, a DFC demonstrará as alterações ocorridas, durante o exercício, no saldo de caixa e equivalentes de caixa, segregando em no mínimo 3 fluxos: das operações, dos financiamentos e dos investimentos, segue:

Art. 188.  As demonstrações referidas nos incisos IV e V do caput do art. 176 desta Lei indicarão, no mínimo: (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)
        I – demonstração dos fluxos de caixa – as alterações ocorridas, durante o exercício, no saldo de caixa e equivalentes de caixa, segregando-se essas alterações em, no mínimo, 3 (três) fluxos: (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)

        a) das operações; (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)
        b) dos financiamentos; e (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)
        c) dos investimentos; (Redação dada pela Lei nº 11.638,de 2007)

Lei 6.404/76 Consolidada – Clique Aqui
Lei 11.638/07 – Clique Aqui

Complementando o conteúdo, o site Portal da Contabilidade nos traz o seguinte:

DFC - Demonstração doS FluxoS de Caixa


A Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC) passou a ser um relatório obrigatório pela contabilidade para todas as sociedades de capital aberto ou com patrimônio líquido superior a R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais).

Esta obrigatoriedade vigora desde 01.01.2008, por força da Lei 11.638/2007, e desta forma torna-se mais um importante relatório para a tomada de decisões gerenciais.

A Deliberação CVM 547/2008 aprovou o Pronunciamento Técnico CPC 03, que trata da Demonstração do Fluxo de Caixa.

De forma condensada, esta demonstração indica a origem de todo o dinheiro que entrou no caixa em determinado período e, ainda, o Resultado do Fluxo Financeiro. Assim como a Demonstração de Resultados de Exercícios, a DFC é uma demonstração dinâmica e também está contida no balanço patrimonial.

A Demonstração do Fluxo de Caixa irá indicar quais foram às saídas e entradas de dinheiro no caixa durante o período e o resultado desse fluxo.

Apresentação do Relatório de Fluxo de Caixa

Seguindo as tendências internacionais, o fluxo de caixa pode ser incorporado às demonstrações contábeis tradicionalmente publicadas pelas empresas. Basicamente, o relatório de fluxo de caixa deve ser segmentado em três grandes áreas:

I - Atividades Operacionais;
II - Atividades de Investimento;
III - Atividades de Financiamento.

As Atividades Operacionais são explicadas pelas receitas e gastos decorrentes da industrialização, comercialização ou prestação de serviços da empresa. Estas atividades têm ligação com o capital circulante líquido da empresa.

As Atividades de Investimento são os gastos efetuados no Realizável a Longo Prazo, em Investimentos, no Imobilizado ou no Intangível, bem como as entradas por venda dos ativos registrados nos referidos subgrupos de contas.

As Atividades de Financiamento são os recursos obtidos do Passivo Não Circulante e do Patrimônio Líquido. Devem ser incluídos aqui os empréstimos e financiamentos de curto prazo. As saídas correspondem à amortização destas dívidas e os valores pagos aos acionistas a título de dividendos, distribuição de lucros.


Recomendamos leitura mais aprofundada sobre o tema, inclusive o CPC 03 – Demonstração do Fluxo de Caixa.

Resolução:

Dados:

10. Uma sociedade empresária apresentou, no exercício de 2010, uma variação positiva no saldo de caixa e equivalentes de caixa no valor de R$18.000,00. Sabendo-se que o caixa gerado pelas atividades operacionais foi de R$28.000,00 e o caixa consumido pelas atividades de investimento foi de R$25.000,00, as atividades de financiamento:

Período: 2010
Variação Positiva no Saldo de Caixa e Equivalentes  - R$ 18.000,00
Caixa Gerado – Atividades Operacionais – R$ 28.000,00
Cai Consumido – Atividades de Investimento – R$ 25.000,00

Conforme analise do conteúdo podemos entender que o fluxo de caixa corresponde a entradas e saídas, logo podem ter variações positivas ou negativas, assim quando se fala em GERADO houve uma variação POSITIVA e quando é dito CONSUMIDO existe uma variação NEGATIVA.

Assim também relacionado ao conteúdo temos que o Fluxo de Caixa corresponde a:

Fluxo de Caixa = Atividades Operacionais + Atividades de Investimento + Atividades de Financiamento

+ 18.000 = + 28.000 + (-25.000) + Atividades de Financiamento
Atividades de Financiamentos = 18.000 – 3.000

Atividades de Financiamentos = R$ 15.000,00

Provando o Cálculo:
Fluxo de Caixa = 28.000(Operacionais) + (-25.000)(Invest.) + 15.000(Financ.)
Fluxo de Caixa = R$ 18.000,00(Variação positiva de caixa e equivalentes em 2010.)

Assim a alternativa correta para a Questão – 10 é:

d) geraram um caixa de R$15.000,00.

"Chame o sucesso para fazer parte de sua vida. Acredite no seu potencial criador, seja inovador, treine sua mente para vencer, estipule metas e, principalmente, lute por seus ideais."(Flávio Souza.)

 Bons estudos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário